quarta-feira, 25 de julho de 2007

Um poeta na janela

7 comentários:

spersivo disse...

Estais aí, na janela,
Sem saber bem o que fazes
Estais como se bem posto
Só completando a paisagem.

E, se pensas, ninguém sabe
Nem se precisas pensar.
O importante é a janela,
A perspectiva, o olhar.

A arte é manha. Artimanha
É o poeta na janela
Com jeito sutil de Buda
Fazendo a vida mais bela.

Angela Ursa disse...

Lia, o poeta na janela ganhou uma bela poesia do Silvio :)) Beijos da Ursa

Claudia Perotti disse...

Que fofo, Lia!
Beijinhossss

Pedro Arunca disse...

Há momentos que assim me revejo
Mas com o mar ao fundo
Há pensamentos que a mim desejo
Mas bom é amar o mundo.


? Foi você que desenhou?

Bill Stein Husenbar disse...

Adorei.

Parabéns.

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

D.Ramírez disse...

Essa pintura me levou a algo profundo dentro de mim, com a serenidade do poeta na janela. Uma das coisas que ainda existe em cidades do interior, e muito marcante, é cena assim. E isso faz parte da vida.
Adorei.

Besos

Vássia Silveira disse...

Oi, Lia. Que linda a pintura, daria uma ótima ilustração! Hoje andei passeando por seus blogs: gostei de todos (antes só conhecia o Contando com Arte...)! Menina, como você dá conta de escrever e criar tanto? Abraços, Vássia.